Em 2015, pelo menos três novas pickups estarão circulando no mercado norte-americano. Honda, GM e Renault correm atrás do público que quer carros de tamanho médio, mas com capacidade maior de carga, e que circulem tanto na cidade quanto fora dela. A pickup Ridgeline, da Honda, não fez o sucesso esperado nos Estados Unidos e, portanto, terá sua produção finalizada na metade do ano. Enquanto isso, a marca vende a série especial topo de linha do modelo, batizada de “Special Edition”, a fim de conquistar os últimos clientes.

A Ridgleline 2015 deve vir mais atraente e esportiva (quase certo que não mais com a caçamba integrada à cabine), mais leve e econômica, com diferenciais no painel e acabamento interno e uma ampla lista de equipamentos. Não há previsão de preço, porém deve custar algo em torno do que vale hoje a versão superior: US$ 37.505 (o equivalente a R$ 86.240).

 

Chevrolet Colorado

A nova geração da pickup de entrada no mercado norte-americano, com produção iniciada neste ano, adotará a plataforma atual da GM, com grade dianteira dividida, linhas gerais mais retas e faróis menores e mais angulares. Similar à S10 brasileira – sobretudo na lateral com o mesmo desenho dos vidros, vinco inferior e portas –, ganhará uma carroceria imponente, ou seja, mais elevada na frente, e para-lamas com desenho menos circular que o da S10.

Com cabine estendida ou dupla, a nova pickup possuirá caçamba em dois tamanhos e com lanternas verticais simples e retas, porém maiores que as da S10, bem como para-choque robusto com soleiras adicionais. A traseira exibirá contornos suaves, sem curvas, e o símbolo Colorado na parte esquerda.

O interior moderno em formato compacto privilegiará a instrumentação e a central multimídia com MyLink. O ar condicionado automático terá aparência mais simples do que o da pickup brasileira, assim como o volante de quatro raios com comandos de piloto automático e mídia/telefonia. E, de acordo com a configuração, acabamento prateado e couro nos bancos e portas.

Disponível nas opções WT, LT e Z71, a Chevrolet Colorado 2015 oferecerá capacidade de reboque de 3.039 kg e motores a gasolina 2.5L de 193 cv com 25,7 kgfm e V6 3.6L de 302 cv com 37 kgfm. Ambos possuem sistema de injeção direta de combustível e comando de válvulas variável, acoplado a um câmbio automático de seis marchas, com tração 4×2 ou 4×4 com reduzida.

Futuramente, o utilitário contará também com o motor 2.8L I-4 Turbodiesel Duramax, gerando entre 180 cv e 200 cv.  

 

Renault Duster

É provável que a Renault lance em breve a pickup Duster, que deve representar a primeira incursão da marca nesse segmento no Brasil. Por enquanto, apenas um protótipo foi visto, na verdade uma modificação feita pela empresa Romturingia, especializada em modificar veículos da Dacia, marca que pertence ao grupo Renault-Nissan.

O “Duster Pickup” possui muitos componentes do Duster original, inclusive sua cabine  não recebe nenhuma modificação. Já a parte traseira traz uma caçamba com 1,7 metro de comprimento e capacidade de carga para até 400 kg. Além disso, é equipado com tração 4×4 e câmbio manual de seis velocidades.

No Brasil, a pickup estaria de acordo com a necessidade de muitos consumidores, podendo se tornar a pickup “média” mais barata, mas nada é oficial ainda. Se o exemplar virar mesmo produto final, é possível que desembarque em solo brasileiro até o final do ano ou início de 2015.

Renault DusterÉ provável que a Renault lance em breve a pickup Duster, que deve representar a primeira incursão da marca nesse segmento no Brasil. Por enquanto, apenas um protótipo foi visto, na verdade uma modificação feita pela empresa Romturingia, especializada em modificar veículos da Dacia, marca que pertence ao grupo Renault-Nissan. O “Duster Pickup” possui muitos componentes do Duster original, inclusive sua cabine não recebe nenhuma modificação. Já a parte traseira traz uma caçamba com 1,7 metro de comprimento e capacidade de carga para até 400 kg. Além disso, é equipado com tração 4×4 e câmbio manual de seis velocidades. No Brasil, a pickup estaria de acordo com a necessidade de muitos consumidores, podendo se tornar a pickup “média” mais barata, mas nada é oficial ainda. Se o exemplar virar mesmo produto final, é possível que desembarque em solo brasileiro até o final do ano ou início de 2015.”

Em países do leste europeu, a Dacia Logan Pickup é o representante da versão utilitária da Renault, mas não há planos de sua comercialização no Brasil. O visual do Duster em forma de picape deve seguir as linhas do SUV compacto, vendido no País desde 2011.

Os modelos das três montadoras têm um rival de peso para driblar: o Fiat Strada que está entre os 10 no ranking de vendas, com mais de 70 mil unidades emplacadas desde sua entrada no mercado.